NAVE CULTURAL

deutscher werkbund

O Deutscher Werkbund foi fundado em 1907, em Munique, com o objetivo de melhorar a qualidade de todos os produtos produzidos industrialmente, a fim de alcançar de novo uma cultura harmónica num mundo alterado pela industrialização e a urbanização. O trabalho do grémio de arquitetos, artistas e empresários, que, segundo a máxima de um dos seus pais espirituais, Hermann Muthesius, estende-se da almofada de sofá até ao urbanismo, reflete, deste modo, a arquitetura, a arte e o design de todo um século nas suas relações políticas e económicas.

100 anos de Arquitetura e Design na Alemanha 1907–2007

Esta exposição foi concebida para marcar o centésimo aniversário do Deutscher Werkbund e descreve, em sete secções estruturadas cronologicamente, os esforços, os sucessos e as concretizações de uma das instituições mais importantes e influentes do século XX, que também cunhou a vida cultural noutros países europeus.

alt text

Trata-se de uma exposição do Museu de Arquitetura da Universidade Técnica de Munique e do IFA - Instituto de Relações Internacionais de Stuttgart, com o patrocínio do então Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Federal da Alemã, organizada em Portugal pela Câmara Municipal de Santo Tirso/Fábrica de Santo Thyrso, pela ESAD Matosinhos e pelo Goethe-Institut Portugal, sendo a itinerância garantida pelo IFA.

Ainda hoje emanam do Werkbund, na qualidade de entidade crítica, incentivos importantes no sentido de melhorar o meio ambiente e as condições da vida. Muitas das consecuções do Werkbund, como a boa forma dos produtos industriais ou a imagem corporativa das empresas, tornaram-se tão naturais em todo o mundo que a ligação que tinham com a sua fonte deixou de ser percepcionada. Do mesmo modo, marcos como a urbanização do Werkbund, de 1927, Am Weißenhof, em Stuttgart, uma manifestação de arquitetura moderna pioneira no século XX, a apresentação dos tão admirados novos conceitos habitacionais e da cultura alemã nas exposições de Paris, em 1930, e de Bruxelas, em 1958, ou a primeira chamada de atenção precoce, em 1959, para as consequências ambientais da industrialização e da urbanização, bem como para o desenvolvimento de uma nova consciência relativamente aos recursos e à utilização da técnica, não são hoje praticamente reconhecidas pelo público como iniciativas do Werkbund.


17 de maio às 18 horas

inauguração da exposição
Eng. Castro Fernandes Presidente C.M. Santo Tirso
Prof. Dr. José Simões Diretor ESAD Matosinhos
Dra. Elisabeth Völpel Diretora Goethe-Institut Porto

conferência de abertura
Dr. Winfried Nerdinger Comissário Exposição

apresentação da exposição
Prof. Dr. Paulo Parra Faculdade de Belas Artes de Lisboa


HORÁRIO

segunda-sexta 10h-12h30 e 14h-18h
sábado 10h–18h
ENTRADA LIVRE