FÁBRICA SANTO THYRSO

A FÁBRICA

Fundada em 1898, a Fábrica de Fiação e Tecidos de Santo Thyrso foi uma das mais emblemáticas fábricas do Vale do Ave, coração da Indústria Têxtil e do Vestuário portuguesa.

Localizada na margem esquerda do Rio Ave, e próxima do centro da cidade, a fábrica constitui uma referência incontornável na memória colectiva de Santo Tirso e um espaço fundamental na compreensão do desenvolvimento da região e da indústria.

alt text

A evolução urbana e económica do concelho de Santo Tirso encontra-se intimamente associada a uma intensa atividade industrial que, à semelhança de grande parte da região do Vale do Ave, se concentrou principalmente no sector têxtil.

A Fábrica de Santo Thyrso constitui um símbolo da ligação da cidade à indústria têxtil numa época em que esta era assumida como um símbolo do progresso, motor do crescimento económico e promotor de importantes transformações sociais.

alt text

É neste espaço, de elevado simbolismo, que está a ser concretizado um importante processo de regeneração urbana traduzido no desenvolvimento de um Quarteirão Cultural e Criativo em torno do sector Moda, agora designado Fábrica de Santo Thyrso

O projeto Fábrica de Santo Thyrso inspira-se em algumas das mais interessantes políticas e estratégias de revitalização e desenvolvimento urbano atuais, com uma aposta clara na articulação entre o fomento de indústrias culturais e criativas nas cidades e os processos de regeneração urbana.

Os diferentes projetos que se inserem no processo de regeneração deste Quarteirão pretendem torná-lo simultaneamente, num espaço de trabalho, de negócios, de experimentação e inovação, de cultura, de fruição e lazer. Através desta dinâmica conjunta, diversificada e multi-funcional (reunindo serviços, comércio e restauração) é possível favorecer um espaço criativo, sólido e atrativo, na Fábrica de Santo Thyrso, tendo por base actividades ligadas à área da Moda.

Nos mais diversos campos de atividade contemporânea, a inovação e a criatividade funcionam como fatores diferenciadores e dinamizadores , capazes de garantir, num universo marcado pela competitividade mas também pela renovação dos desafios a enfrentar, soluções proactivas e sustentáveis baseadas na mais inesgotável das energias, a imaginação e a criatividade humanas colocadas ao serviço da sociedade.

alt text

A moda e o design e, de um modo geral, as indústrias criativas, assumem-se hoje como campos de investigação aplicada, capazes de integrar projetualmente tecnologia e valores, inovação conceptual e estratégia comercial, soluções locais e perspetivas globais. A aposta na criatividade como diferenciador e potenciador de recursos é decisiva.

A aposta e o investimento no Quarteirão Cultural e Criativo da Fábrica de Santo Thyrso afiguram-se determinantes para projetar Santo Tirso e o Norte de Portugal como eixo cultural, comercial e turístico no âmbito da Moda e do Design.

alt text